sexta-feira, 4 de julho de 2008

.:. ESCALPELAMENTO: UMA TRAGÉDIA DA AMAZÔNIA .:.

Amapá e Pará são campeões de casos na região. Governo federal discute ações em favor das vítimas.

Foto: Chico Araújo

Vítimas de escalpelamento (o couro cabeludo é arrancado do crânio) vão receber mais atenção do governo federal. O escalpo era um troféu de guerra para os índios americanos. Na Amazônia, o escalpelamento é uma tragédia que atinge centenas de pessoas — a maioria mulheres e crianças — todos os anos. Só no Amapá, 1,4 mil pessoas foram vitimadas nos últimos anos, e no Pará, registrou-se 43 casos nos últimos dois anos.

Santarém, Altamira e Barcarena, no Pará, são os municípios onde o escalpelamento é comum. Nas duas últimas décadas cerca de 200 pessoas foram atendidas na Santa Casa de Belém (PA), 5% morreram. “Essa é uma tragédia da Amazônia”, admite o cirurgião plástico Victor Aifa. Ele foi um dos profissionais que já atendeu dezenas de vítimas, as chamadas ‘meninas de turbantes’ no Pará.

PS - Estamos perplexos, pois não sabíamos que esse tipo de violência existia em nosso País.

Um comentário:

Anônimo disse...

Agostinho de Santarém no Pará, so agora que o governo esta se preocupando com este caso escalpelamento, e que já vem ocorrendo a muitos anos esses acidentes na nossa região, e ainda não foi tomada nemnhuma medida para combater esse tipo acidentes espero que o nosso governo tome o mais rápido possivel uma providência nesse caso que é muito importante pára a nossa amazonia.