quinta-feira, 31 de julho de 2008

.:. GENTIL BARREIRA E PATRÍCIA VELOSO ACOLHEM HERANÇA DO MESTRE CHICO ALBUQUERQUE NO É TUDO FOTOGRAFIA .:.

O fotógrafo Gentil Barreira e a editora e curadora Patrícia Veloso apresentam o tema “A Herança de Chico Albuquerque”, no programa É Tudo Fotografia, a ser realizado no Centro Cultural Banco do Nordeste-Fortaleza (Rua Floriano Peixoto, 941 – Centro – fone: (85) 3464.3108), neste sábado, dia 2, às 17 horas.

Chico Albuquerque
Jangadeiros do Mucuripe - Chico Albuquerque

Nesta oitava edição, o "É Tudo Fotografia", cujo objetivo é promover encontros entre fotógrafos e profissionais de outras áreas para discutir as várias formas do fazer fotográfico, faz uma homenagem a Chico Albuquerque (1917-2000), pioneiro da fotografia publicitária no Brasil, através das presenças do fotógrafo de publicidade Gentil Barreira e da editora e curadora Patrícia Veloso.

Gentil Barreira, um dos principais fotógrafos cearenses e discípulo direto do mestre Chico Albuquerque, foi auxiliar de "seu" Chico quando este voltou a Fortaleza, após viver 30 anos em São Paulo. A editora Patrícia Veloso, que divide com Gentil Barreira a tarefa de apresentar a obra de Chico Albuquerque, é responsável direta pela segunda edição do livro "Mucuripe" (2000). Patrícia também fez a curadoria da "Retrospectiva Chico Albuquerque", exibida no Museu da Imagem e do Som (MIS) de São Paulo, em 2004.

Chico Albuquerque alcançou reconhecimento nacional e entrou para a história da fotografia brasileira ao abrir um mercado até então inexplorado por profissionais e agências no campo da publicidade. Após assinar a primeira campanha com fotos da Johnson & Johnson em 1949, Chico Albuquerque fotografou para as indústrias automobilísticas e alimentícias, além de moda, frutas, vaqueiros e jangadeiros.

Também assinou retratos de personalidades como o presidente Juscelino Kubitschek, o paisagista Burle Marx, o pintor Aldemir Martins e as atrizes Odete Lara e Cacilda Becker. É autor ainda de "Mucuripe", um clássico da fotografia brasileira. Realizada em 1952, a obra retrata os jangadeiros da praia cearense. Chico Albuquerque realizou esse trabalho após fazer o "still" (fotografia de cena) do documentário "It’s all true", do cineasta americano Orson Welles, que o ensinou a compor imagens com base na divisão áurea do retângulo.

Nenhum comentário: