sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

.:. PANORAMA – MV .:.

ADEUS 2010. VIVA 2011

E hoje chegamos ao fim de um ano, de uma década. Vai ficar prá trás o ano de 2010, que foi bom para uns, médio ou ruim para outros, mas ao final, podemos dizer que foi um ano bom.

Tivemos eleições e elegemos a primeira mulher presidenta do Brasil, que toma posse amanhã, a ex-revolucionária Dilma Russeff. Os brasileiros, segundo pesquisas, estão confiantes em seu governo.

Aqui Cid Gomes continua como mandatário do Estado e só trocou alguns secretários, pois quer um governo de continuidade, de terminar o que começou e com mais precisamente com o pensament0 voltado para a Copa do Mundo de 2014.

No quesito sociedade as noitadas bombaram com recepções mis, várias inaugurações, exposição de artes (a revista CHIC promoveu uma na Casa D’Arte), surgimento de vários DJs, casamentos realizados e desfeitos e por ai vai.

Pois é, chegamos ao fim de uma década e do ano de 2010, mas amanhã tudo será diferente com o início de uma nova década e a chegada de 2011.

Para os nossos leitores desejamos que todos os sonhos se concretizem em 2011 e que a noite de hoje seja divino-maravilhosa. E ao ver a foto de Eveline Fujita, desejamos as todas mulheres da city um maravilhoso 2011 e lembramos que a jovem senhora deve ser um exemplo para aquelas que querem se destacar no circuito social. Eveline é bonita, simpática, elegante, glamourosa, sabe receber e tem bom gosto. Em síntese: Eveline é tudo.

TRÊS NOTAS

1. Arlei Catani, que vai curtir a passagem do ano em Guaramiranga, deixou a gerência de A&B da rede de Buffet Alice’s.

2. Teresa Borges recebe, tipo open house, em seu apartamento, quem tem vista privilegiada para o show pirotécnico, promovido pela prefeitura de Fortaleza.

3. Bonita e simpática Isabel Leitão (Le Tout Chocolat) curtirá a passagem do ano na praia do Fortim

NIVER

José Rangel, Lourdes Gentil, Pedro Alfredo Neto, Suzana Dias Ribeiro e Cléa Petrelli

AS FESTAS DE HOJE

No aterro da Praia de Iracema acontece uma mistura de ritmos. Tudo começa com a apresentação da Orquestra Sinfônica de Fortaleza.

Logo em seguida será a vez de Caetano Veloso e os roqueiros do Biquini Cavadão. A noite termina com show da sambista Martnália, acompanhada pela Bateria da Escola de Samba Vila Isabel.

No Marina Park Hotel, um hotel dos grandes eventos, mais que se notabilizou pelo réveillon, apresenta a banda Chiclete com Banana como atração principal do Réveillon Celebration. Netinho e a banda Acaiaca completam a animação da festa.

No Ideal Clube, o presidente Alcimor Rocha e toda a diretoria garantem uma festa super animada com Gustavo Serpa, seguida pelo DJ Itaquê Figueiredo. O Lulla’s é quem assina um cardápio especial para a noite.

O Réveillon Verde e Branco do Náutico Atlético Cearense será com as bandas Os Brasas e Tropa de Choque. O Lulla´s assina o buffet.

No Iate Clube, a banda Caribbean Kings, Rafaela Manville e banda Frennesy comandarão a noite. Buffet do La Maison, espaço kids e manobristas. A decoração leva assinatura de Jacaúna Aguiar.

SAUDADES

E nos deixou assim de repente, não mais que de repente, o grande praça e Chef Wolfgang Helmut Ruhle, o simpático alemão que adotou nossa cidade como sua terra natal e aqui viveu por 23 anos.

Wolfgang Helmut era proprietário da rede de restaurantes Hofbräuhaus, referência da culinária alemã no Ceará. Os seus empreendimentos ficam localizados na Avenida Costa Barros (está à venda), na praça do teatro de Guaramiranga e na Chácara Lameirão, em Mulungu.

NOVO CHRYSLER 300C MAIS UMA VEZ REDEFINE O SEDÃ AMERICANO DE LUXO

Com início de comercialização previsto para 2011 no mercado norte-americano, a Chrysler apresenta o novo Chrysler 300C. Com as tradicionais dimensões de um veículo de tração traseira, as laterais elegantemente esculpidas e destacado refinamento, o novo Chrysler 300C orgulhosamente oferece distinção, inovação e recursos de um sedã premium, ao mesmo tempo estabelecendo uma nova direção para a marca americana.

Com mais de 55 anos de estilo elegante, a nova versão 2011 do Chrysler 300C oferece uma aparência moderna com detalhes de design surpreendentes para o segmento.

Na dianteira, uma nova grade traz sete aberturas horizontais com lâminas perfeitamente esculpidas que expressam precisão.

O acabamento cromado das lâminas horizontais e o novo logotipo da Chrysler proporcionam um contraste único com o contorno da grade cromada.

Para iluminar a estrada estão os faróis com a assinatura “key slot” com a borda inferior recortada. No interior, os faróis refletores bi-direcionais estão instalados ao lado das luzes de circulação diurna iluminadas por LED, formando um "C" que proporciona ao veículo uma presença inconfundível na estrada.
O perfil do novo Chrysler 300C apresenta as dimensões elegantes de seu antecessor com design ainda mais refinado para uma aparência impecável. As formas surpreendentes dos pára-lamas dianteiros, que se elevam no capô, refletem os pára-choques traseiros, que também se elevam na tampa traseira e descem para as lanternas traseiras para formar uma silhueta inconfundível e robusta.

Para aprimorar a aerodinâmica e a visibilidade, o pára-brisa do luxuoso Chrysler foi inclinado em 3 polegadas, ao mesmo tempo em que as portas, com colunas mais finas, melhoraram a visibilidade externa em 15%.

Para admirar o céu, o novo teto solar panorâmico com painéis duplos proporciona duas vezes mais visibilidade do que um teto solar convencional.

Proporcionando uma aparência mais moderna, as laterais do novo Chrysler 300C enfatizam a distância entre eixos mais longa e a espaçosa cabine.

Oferecendo um toque de sofisticação de sedã de luxo, o novo Chrysler 300C destaca-se pela grade com sete aberturas, detalhes cromados na dianteira e traseira e rodas de alumínio polido de 20 polegadas.

A tampa traseira do novo Chrysler 300C agora incorpora um aerofólio com o novo logotipo da Chrysler. As lanternas traseiras tipo LED oferecem uma iluminação harmoniosa, ao mesmo tempo em que iluminam a noite com uma presença sedutora.

Separando verticalmente os faróis, o pára-choque traseiro do Chrysler 300C traz um aplique cromado que conecta diretamente os elementos da lanterna traseira.

Combinando requinte com o estilo americano, o interior do novo Chrysler 300C traz materiais autênticos que oferecem, além de um estilo expressivo, mais conforto para os passageiros.

As principais melhorias no interior do Chrysler 300C consistem no uso de materiais de toque suave, acabamento interno de alta qualidade, disponibilidade de bancos de couro aquecidos e ventilados, detalhes de madeira no painel de instrumentos, portas, console central e volante.

Projetado para oferecer uma atmosfera luxuosa, o sedã Chrysler 300C possui painel de instrumentos e painéis das portas com detalhes para uma aparência de alta qualidade.

O novo painel de instrumentos oferece dois grandes indicadores com iluminação no tom de safira azul e aros cromados. A iluminação interna com LED azul proporciona ao interior um ambiente moderno de alta qualidade.

Com sua central de entretenimento Uconnect® Touch de 8,4 polegadas, o novo sedã Chrysler 300C oferece a maior tela touch screen do segmento, integrando entretenimento e tecnologias de conveniência para manter os passageiros conectados, confortáveis e seguros.

Da navegação pela tela touch screen ao ar condicionado dual-zone e à capacidade de personalizar recursos de conveniência, o Uconnect Touch torna a vida no sedã Chrysler 300C uma exclusiva experiência para o motorista e os passageiros.

Produzido na fábrica de Bramptom, em Ontário, no Canadá, o Chrysler 300C chega às concessionárias norte-americanas no primeiro trimestre de 2011.
A tampa traseira do novo Chrysler 300C agora incorpora um aerofólio com o novo logotipo da Chrysler. As lanternas traseiras tipo LED oferecem uma iluminação harmoniosa, ao mesmo tempo em que iluminam a noite com uma presença sedutora. Separando verticalmente os faróis, o pára-choque traseiro do Chrysler 300C traz um aplique cromado que conecta diretamente os elementos da lanterna traseira.

Combinando requinte com o estilo americano, o interior do novo Chrysler 300C traz materiais autênticos que oferecem, além de um estilo expressivo, mais conforto para os passageiros.

As principais melhorias no interior do Chrysler 300C consistem no uso de materiais de toque suave, acabamento interno de alta qualidade, disponibilidade de bancos de couro aquecidos e ventilados, detalhes de madeira no painel de instrumentos, portas, console central e volante.
Projetado para oferecer uma atmosfera luxuosa, o sedã Chrysler 300C possui painel de instrumentos e painéis das portas com detalhes para uma aparência de alta qualidade.

O novo painel de instrumentos oferece dois grandes indicadores com iluminação no tom de safira azul e aros cromados. A iluminação interna com LED azul proporciona ao interior um ambiente moderno de alta qualidade.

Com sua central de entretenimento Uconnect® Touch de 8,4 polegadas, o novo sedã Chrysler 300C oferece a maior tela touch screen do segmento, integrando entretenimento e tecnologias de conveniência para manter os passageiros conectados, confortáveis e seguros.

Da navegação pela tela touch screen ao ar condicionado dual-zone e à capacidade de personalizar recursos de conveniência, o Uconnect Touch torna a vida no sedã Chrysler 300C uma exclusiva experiência para o motorista e os passageiros.

Produzido na fábrica de Bramptom, em Ontário, no Canadá, o Chrysler 300C chega às concessionárias norte-americanas no primeiro trimestre de 2011.

WALKER, O "MAGO DAS TESOURAS" DITA AS TENDÊNCIAS EM VOGA NESTE FINAL DE ANO

O coiffeur Walker, expert também em colometria, destaca as tendências Verão 2011 que irão brilhar neste final de ano em ensaio especial realizado com Julia Leal, Camila Nogueira e Thais Fujita, jovens nomes conhecidos na alta roda da city.

Thais Fujita, beleza e sofisticação destacada em sua pele porcelana do século XIX, lábios vermelhos e os olhos expressivos. E o realce é dado pelo coiffeur no estilizado penteado retrô com o coque preso. Detalhes: tufos solto para frente lembrando o estilo usado no século XVIII
O penteado com leve volume é feminino e sexy, já defendido por Brigitte Bardot, e arrumados e despretensiosos. Para Júlia Leal, Walker criou um moderno coque volumoso, com franja solta e maquiagem digital
O look de Camila Nogueira ressalta um coque alto perfeitamente modelado que movimenta graciosamente. Make up destaca a boca e olhos delineados nas cores do verão

RACE TOUAREG TESTA E AMAROK RECEBE OK NA VISTORIA

Carlos Lua, direto de Buenos Aires

A largada do Dakar vai se aproximando rapidamente e a Equipe Volkswagen, com toda a tranqüilidade, aproveita para fazer shake-down dos seus quatro carros em uma fazenda próxima a Buenos Aires.

Foram dez voltas, de dez quilômetros para cada um em estradas vicinais, uma espécie de relaxamento e de tomada de contato outra vez com o carro antes da largada.

Tudo certo na estrada e hoje, sexta-feira dia 31, às 09h30min da manhã, os carros passarão pela vistoria técnica.Race Touareg 3 Volkswagen Red Bull em tempo de teste no dia de ontem

Amarok inscrita na categoria T2

ENQUANTO OS RACE TOUAREG FLEXIONAVAM OS MÚSCULOS, AS AMAROK ENFRENTAVAM AS FILAS

Tudo controlado e em ordem nos Race Touareg 3, e tudo inspecionado e em ordem nas Amarok que a turma da imprensa vai usar.

A fila do Touareg foi sempre de apenas quatro carros, já as Amarok enfrentaram (como todos) um pouco mais de congestionamento para serem verificadas.

Tudo em ordem nesse campo também, bastando então aos jornalistas se entregarem à Sessão Seção. Isso mesmo, o Programa de percorrer os diferentes Departamentos.

Carimbo do sistema de satélite, dos cintos, do arco de proteção, do sistema de sinalização, do tracking eletrônico e das fichas médicas.

Ao todo 14 carimbos e 30 checagens, distribuídos em 14 guichês e duas bancas de examinadores. Tudo funcionando coordenadamente, mas com as incontroláveis filas.

No final, todas Amarok aprovadas e prontas pra acompanhar, presenciar e aproveitar uma disputa que se preanuncia cada vez mais apaixonante. Até mesmo duas Amarok, não de fábrica, foram vistoriadas e liberadas para correr na Categoria T2, aquela com carros praticamente de série.

ENQUANTO AS INFORMAÇÕES SOBRE NAVEGAÇÃO AUMENTAM, AS NOITES VÃO FICANDO MAIS CURTAS

Os co-pilotos vão recebendo novas notícias em relação à navegação do Dakar 2011: como já havíamos comentado, as novas regras disponibilizaram um número muito menor de informações concretas sobre as especiais, nem mesmo as distâncias exatas foram divulgadas.

Ficou tudo para hoje, dia 31, que é quando os Race Touareg fazem a sua vistoria técnica. Enquanto isso, os navegadores correm atrás do Google Earth e de outras ferramentas públicas disponíveis para tentar adivinhar o que esperar pela frente. O jeito é trabalhar de noite, em conjunto, assim que receberem as informações.

ENQUANTO ISSO TODOS VÃO TENDO OS SEUS 15 MINUTOS DE FAMA

Pilotos, co-pilotos, engenheiros, mecânicos, assessores, familiares, curiosos, fãs, espectadores, conhecedores e curiosos vão dividindo o espaço na La Rural para vender seus produtos, comprar os produtos dos outros e fazer fila atrás de uma voltinha em uma Amarok no circuito de testes.

A felicidade é geral e o empenho é total nas coletivas de imprensa, onde se fala muito dos patrocinadores e mais ainda sobre o respeito aos adversários e ao percurso, que joga uma grande interrogação sobre as expectativas.

É voz corrente que a primeira metade do percurso, os primeiros sete dias, será fácil se comparada à segunda metade, que vai crescendo em ameaças.

É sabido que existe muita guerra psicológica em tudo isso, muita cortina de fumaça, muita vontade e muita magia. Tudo possível apenas em um Dakar, digno deste nome.

A GUERRA DOS ENERGÉTICOS E OUTRAS BATALHAS

Carlos Lua, direto de Buenos Aires

Nos últimos tempos os energéticos têm sido uma enorme fonte de patrocínio para os esportes a motor.

O principal exemplo é a austríaca Red Bull, que conquistou em 2010 o Campeonato Mundial de Rally, o Campeonato Mundial de Pilotos e o de Construtores na Formula 1.

Mas tudo isso começou com o pé direito vencendo logo em janeiro o Dakar com o espanhol Carlos Sainz. Quem vai desafiar a RedBull e a Volkswagen neste Dakar 2011?O Mini, nem tanto, All4 Monster
Stephane Peterhansel em seu BMW X3 Monster

A GUERRA DOS ENERGÉTICOS E OUTRAS BATALHAS

Carlos Lua, direto de Buenos Aires

Nos últimos tempos os energéticos têm sido uma enorme fonte de patrocínio para os esportes a motor. O principal exemplo é a austríaca Red Bull, que conquistou em 2010 o Campeonato Mundial de Rally, o Campeonato Mundial de Pilotos e o de Construtores na Formula 1.

Mas tudo isso começou com o pé direito vencendo logo em janeiro o Dakar com o espanhol Carlos Sainz. Quem vai desafiar a RedBull e a Volkswagen neste Dakar 2011?

SEGUINDO A FÓRMULA DE SUCESSO

São mais de 50 os energéticos existentes no mercado mundial hoje em dia, todos em busca de uma fatia importante de mercado e usando para isso a imagem eficiente das competições a motor.

A Red Bull apóia desde o início a Equipe Oficial Volkswagen e junto com ela e seus Race Touareg conquistou diversas vitórias inéditas nos últimos cinco anos, e o seu sucesso aguça a ambição dos concorrentes, faz crescer a vontade de vir beber na mesma fonte e, porque não, dá asas também aos sonhos dos desafiantes.

Neste Dakar 2011 vamos destacar dois deles: Monster e Speed. O primeiro, já presente no ano passado com o Hummer de Robby Gordon e agora se mudando de armas e bagagens para a Equipe X-Raid que vai usar dois BMW X3 e um Mini All4.

Adversários de qualidade já que têm entre seus pilotos os franceses Stephane Peterhansel, poli vencedor do Dakar (em motos e carros) e Guerlain Chicherit ex-campeão mundial de esqui na neve estilo livre.

CONTANDO COM A OUSADIA DO SHOWMAN ROBBIE GORDON

Esse tem história e a justificativa mais curiosa, que ilustra bem como se dão os combates nesse campo energético/esportivo. Começou no Dakar pelas mãos da Volkswagen e da Red Bull. Resolveu fazer o seu próprio Hummer e apareceu em 2010 patrocinado pela Monster.

Neste 2011, trocou o preto "monstro" pelo laranja da Speed. O mais novo energético do mercado americano, um produto dele próprio, Robbie Gordon.

Isso mesmo, do alto da sua posição de homem-show Gordon declarou: "Ninguém entende mais desse mercado de energéticos do que eu, então lancei o meu Speed e eu mesmo me patrocino". O desafio está lançado.

E COM A TRANQÜILIDADE DO CAMPO VOLKSWAGEN

Trabalhadores, focados e prudentes nas declarações, toda a Equipe Volkswagen sabe que pode contar com seus engenheiros, mecânicos, carros, co-pilotos (os profissionais da navegação) e pilotos.

Basta analisar as respostas de sua estrela maior Carlos Sainz, que venceu 17 especiais e competiu quatro vezes no Dakar antes de vencê-lo em 2010:

"A receita para vencer o Dakar é ir atacando e correndo riscos para ser o mais rápido. Até que um dia você acerta a dose dos riscos. Pontos fracos temos todos, eu trabalho para minimizar os meus que também não conto quais são".

Ele, ao lado de seus três companheiros, são as apostas da Red Bull para manter a hegemonia que, diga-se de passagem, também venceu em 2010 entre os caminhões (com o russo Vladimir Chagin) e entre as motos (o espanhol Marc Coma)

MAIS E AS OUTRAS BATALHAS? QUAIS SÃO?

São tantas e tão diversas que merecem uma crônica própria. Ficam fáceis de imaginar quais já que temos 51 nacionalidades presentes, falando 23 línguas diferentes, em centenas de dialetos e milhares de pronúncias. Como harmonizar tudo isso? Só falando a linguagem da competição.

TV
Assistam também (em espanhol)
Vídeo Promocional Red Bull - Sainz e Coma: http://www.youtube.com/watch?v=C9e3RT66fJs
Sainz em Casa http://www.youtube.com/watch?v=59GHgGNABV4&feature=channel

ETIENE LAVIGNE, O RESPONSÁVEL PELA RECEITA DO DAKAR

Carlos Lua Cintra Mauro/ Zarhi El Malek

Desde 2001 o francês Etienne Lavigne é o Diretor do Dakar, a pessoa que escolhe e determina os roteiros de cada uma das provas. Para entendê-lo, basta refletir sobre uma das suas frases: "A chave é o espírito dessa prova. Dakar é um estilo de competição, uma experiência de vida. É mais do que apenas um lugar"

Lavigne apresenta o percurso 2011
Etienne Lavigne, o criador de dificuldades

NÃO HÁ DUAS SEM TRÊS

Bem diz o ditado popular, essa expressão que se mantém imutável através dos anos e que segue carregando seus exemplos morais, filosóficos e comportamentais. Depois de abandonado pela África em 2008, que não ofereceu os quesitos mínimos de segurança para a realização da prova devido à ameaça terrorista identificada pela inteligência francesa e que resultou no cancelamento daquela edição, o Dakar mudou-se de malas e bagagens para a América do Sul.

Aqui, na Argentina e no Chile, foi recebido de braços abertos e nesse terceiro ano sul americano mostra a sua maioridade comum a lista de inscritos recorde. Um terceiro ano de consagração ainda maior sem dúvida, mas um terceiro ano que deixa em aberto o futuro, que até mesmo no Brasil foi cogitado em acontecer.

QUEM AVISA AMIGO É

"Essa não é apenas mais uma corrida é 'A' corrida. Bem vindos ao INFERNO" Foi assim que Lavigne começou a apresentação do Dakar para os novos participantes que somam impressionantes 64 estreantes entre as motos, 21 entre os quadriciclos, 50 entre os carros e um entre os caminhões.

Foi aplaudido e elogiado pelos veteranos que estão esperando o Dakar mais duro da história com um percurso renovado e que ao ir à fronteira norte do Chile com o Peru promete, na sua segunda metade, todo um deserto do Atacama de desafios.

Palavra desse criador de dificuldades, cujo prazer é testar pessoas, máquinas, convicções e crenças populares. Um roteiro que repete pontos marcantes do Dakar 2010 como as dunas brancas de Fiambala, o guadal (areia macia tipo pó, o fesh-fesh do Saara) onipresente e a inesquecível e espetacular chegada em Iquique, na descida que tem 2,3 km de extensão e um gradiente médio de 32%, uma duna impressionante.

QUEM SABE, SABE! QUEM NÃO SABE, APRENDE

A Volkswagen trabalha e aperfeiçoa o seu Race Touareg desde 2005. Suas quatro duplas têm experiência, talento e sabem que para vencer um Dakar é preciso ainda mais, dedicação, espírito de equipe, garra e também uma pitadinha de sorte.

Seus adversários não ficaram parados e, à exceção de Mitsubishi do Brasil que traz apenas os carros dos brasileiros Guilherme Spinelli e Marlon Koerich em 2011, os outros vêm com força, como a BMW com sete carros (seis X3 e um inédito Mini 4All), Robby Gordon com dois Hummer aperfeiçoados e um batalhão de buggys tração 4x2 que vão se multiplicando a cada ano.

COM QUANTOS PAUS SE FAZ UMA CANOA?

Lavigne ao lado de David Castera o Diretor Esportivo do Dakar, fez todo o reconhecimento e foi construindo o percurso passo a asso. Quatro Amarok serpentearam as regiões pacientemente para colocar o roteiro no papel. À frente o carro Abre Alas vai mostrando o caminho pelos locais previamente escolhidos para assegurar que são transitáveis.

Logo atrás, vem o Desenhista sempre em contato de radio com o Abre Alas e que se encarrega de criar todas as notas (guardadas a sete chaves até 30 de dezembro) que vão servir para os concorrentes se localizarem, adaptarem suas velocidades aos perigos e assim por diante.

O terceiro veículo dá assistência e supervisão, já que no quarto veículo seguem as equipes da TV francesa e da Eurosport. E assim, como em um passe de mágica, temos o Dakar 2011 com 70% do percurso inédito, pronto para começar amanhã, dia 1º de janeiro.

VERSÍCULOS DO DIA

Então me disse: Filho do homem, estes ossos são toda a casa de Israel. Eis que dizem: Os nossos ossos se secaram, e pereceu a nossa esperança; nós mesmos estamos cortados. Portanto profetiza, e dize-lhes: Assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu abrirei os vossos sepulcros, e vos farei subir das vossas sepulturas, ó povo meu, e vos trarei à terra de Israel. Ezequiel 37:11,12

Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis. João 14:19