terça-feira, 25 de maio de 2010

.:. PORTA-LUVAS – 25-05-2010 .:.

CLICS DO LANÇAMENTO DA CHIC # 15

Mais clics de Iratuã Freitas no lançamento da 15ª edição da Revista CHIC, Automóveis & Sociedade, que aconteceu na sede da STB (Student Travel Bureau) com apoio do The Black Grouse e Alices Gastronomia e Eventos


Empresário Ali Sior, Tânea Cordeiro (leia-se Shallaka)e a jornalista Heloisa Helena RodriguesO pianista inglês Michael Stuart e Fábia de Lima
Ester Holanda, Georgeana Cardoso
Eliane Marzano e Ana Silva

TV NIGHT SOCIETY

Gastão Meyer convida para coquetel - logo mais, às 19 horas, no Nobile Brasil Tropical -, de lançamento de mais um produto de um de suas empresas. Trata-se do TV Night Society, um programa televisivo produzido e dirigido nos estúdios da empresa de Gastão, a Planeta Via Midia. O TV Night Society será apresentado aos sábados na TV Bandeirantes, Canal 20, às 18h50min.

CEGONHA

A ex Glamour Girl Izabella Fiúza (sempre maravilhosa) recebeu aquela notícia que toda mulher gosta: telegrama da cegonha comunicando que fará, em breve, uma visita.

NIVER

A charmosa colunista Sônia Pinheiro com sua irmã, Tânia, movimentam festinha, hoje, para comemorar em família a idade nova de sua mãe, Iracema Pinheiro, uma mulher simpática e elegante.

NIVER 2

Rossana Romcy (sempre criando jóias de muito bom gosto e beleza) reuniu a família e poucos amigos para jantar, noite de ontem, por conta de seu aniversário.

SEARS HOTEL

Yan Von Bahr (foto) desligou-se do comando geral do Sears Hotel de Natal onde pontificou com muita eficiência. Ele e Inês vão continuar residindo em Natal, onde compraram um belo apartamento.

DAYCO É A ÚNICA FORNECEDORA DA CORREIA DE DISTRIBUIÇÃO DOS MOTORES DO NOVO UNO

A Dayco Power Transmission é a fornecedora da totalidade das correias de distribuição montadas nos inéditos motores flex Fire Evo 1.4 e Fire Evo 1.0, do novo Fiat Uno recentemente lançado no mercado. Também fornece, para estes dois motores, a correia de acessórios e respectivo tensionador.

A correia de distribuição é conhecida como sincronizadora e, entre os aplicadores, como correia dentada. Já a correia de acessórios tem o nome de poly-v. Assim, a Dayco, que chegou ao Brasil há 10 anos, tornou-se parte integrante destes modernos motores, os quais incorporam uma série de dispositivos visando, entre eles, o aumento de performance.

OS NOVOS MOTORES FLEX

O motor Fire 1.4 Evo, a 3.500 rpm e com gasolina, apresenta 85 cv e torque de 12,4 kgfm. Usando somente etanol e no mesmo giro, a potência sobe para 88 cv e o torque para 12,5 kgfm. Já o Fire 1.0 Evo com gasolina, a 3.850 rpm tem 85 cv e torque de 9,5 kgfm. Com etanol e girando a 3.850 rpm, este motor ganha 2 cv e o torque aumenta para 9,9 kgfm.

VESTINDO A CAMISA
A atriz Patrícia Pillar (foto)aprovou a ideia e confirmou adesão ao Movimento + Feliz, que reúne um time de personalidades nacionais e internacionais, como Dionne Warwick, que esteve recentemente no Brasil para a gravação da música tema do movimento, Fafá de Belém, Margareth Menezes, Toni Garrido, Daniel, Sócrates, entre outros.

O projeto, que teve início com a articulação de projetos sociais nas mais diferentes comunidades, pretende modificar o artigo 6º da Constituição brasileira, incluindo o direito de ser + feliz como uma questão de Estado; uma medida que já é realidade na constituição de países como Estados Unidos, Coréia do Sul, Japão e África do Sul.

O novo artigo engloba, sublinha e ratifica em seu conceito demais garantias como educação, respeito, dignidade, saúde e lazer, essenciais à busca da felicidade. A discussão já chegou ao Senado Federal e será debatida em audiência pública no próximo dia 26 de maio, com a presença de artistas como o Maestro João Carlos Martins e o ator Cassio Reis.

STAR ALLIANCE: EM VEZ DE CONCORRENTES, ALIADOS
*Por Marcos Morita

A TAM comemorou em grande estilo sua entrada na Star Alliance, aliança composta por vinte e sete empresas aéreas. Fundada em 1997, teve como primeiros parceiros Air Canada, Lufthansa, Scandinavian Airlines System (SAS), Thai Airways International e United Airlines.

O motivo de tamanha cobiça pode ser expresso em números. Mais de mil aeroportos, quatro mil aeronaves e meio bilhão de passageiros transportados anualmente, atendendo quase duas centenas de países. Empresas concorrentes fundaram a One World e Sky Team, as quais em conjunto têm aproximadamente o mesmo número de aeronaves da pioneira.

A empresa brasileira espera obter uma receita adicional de U$ 60 milhões no primeiro ano, fruto dos acordos de cooperação ou codeshare, através dos quais transportará passageiros cujos bilhetes tenham sido emitidos por membros da aliança e vice-versa. Múltiplos destinos, passageiros adicionais e visibilidade são alguns dos benefícios. Importante mencionar o caráter regional, haja vista será a única companhia da América Latina, após a saída da Mexicana em 2004 e da gloriosa Varig em 2007.

Num mundo cada vez mais globalizado e competitivo, inúmeras empresas têm optado por estratégias de cooperação para poderem crescer, reduzirem riscos e penetrarem em novos mercados. Os autores Adam Bradenburger e Barry Nalebuff exploraram o tema em seu livro, sugestivamente chamado de Coopetiton: A Revolution Mindset That Combines Competition and Cooperation.

Há três tipos de alianças: (i) sem participação acionária, (ii) estratégica acionária e (iii) joint ventures, as quais possuem diferentes graus de comprometimento por parte dos parceiros. O primeiro modelo prevê acordos contratuais, porém sem compartilhamento do capital social. Sócios com diferentes percentuais na empresa são característicos do segundo tipo. A abertura de uma nova firma independente, combinado partes dos ativos dos envolvidos é característica das joint ventures. O acordo assinado pela TAM se enquadra no primeiro tipo.

Diversas razões podem impulsionar empresas à cooperação. Acessar um mercado restrito, aumentar o poder de negociação, reunir recursos para grandes projetos, aprender novas técnicas de gestão, acelerar o desenvolvimento de novos produtos, manterem a liderança de mercado, formar um padrão tecnológico e compartilhar incertezas em mercados de ciclo rápido são alguns exemplos. Empresas brasileiras têm utilizado estas modalidades em suas estratégias de internacionalização, compartilhando despesas e reduzindo incertezas.

As alianças de Sky Team, One World e Star Alliance podem ser categorizadas como estratégias cooperativas em rede: ações postas em prática por um grupo de firmas inter-relacionadas e comparáveis para servir aos interesses de todos os sócios. Para que uma rede possa ter sucesso, algumas questões devem ser analisadas em profundidade: (a) números de participantes, (b) abordagens para minimizar conflitos, (c) administração e (d) intenção estratégica, evitando-se o risco tentador dos acordos implícitos ou colusões tácitas.

Sem embargo, alianças estratégicas podem ser maléficas aos consumidores nos casos de acordos ou colusões, quando diversas firmas de uma indústria cooperam para reduzir a produção industrial abaixo do nível competitivo potencial, aumentando os preços. Esta estratégia é bastante comum no caso dos produtores de petróleo e em fusões e aquisições de mercados concentrados.

Festa com direito a astronauta da Apollo 11 e Flying to the Moon, de Frank Sinatra, além de duas aeronaves pintadas com a identidade visual da aliança (uma estrela de cinco pontas) representando os fundadores. Talvez um pouco exagerado, mas considerando-se as oportunidades vindouras em 2014 e 2016, fazer parte deste acordo é motivo de celebração. Que este não seja apenas o prenúncio de uma nova estrela brasileira no céu azul, anunciando de norte a sul.
*Marcos Morita é mestre em Administração de Empresas e professor da Universidade Mackenzie. Especialista em estratégias empresariais é colunista, palestrante e consultor de negócios. Há mais de quinze anos atua como executivo em empresas multinacionais.
Contato: professor@marcosmorita.com.br / www.marcosmorita.com.br


CALÇAS JEANS BRIX TRANSITAM ENTRE O RAW E O DESTROYED
Calça Feminina Slim Fit. Preço: R$ 330,00
Calça Feminina Boyfriend - Preço: R$ 307,00

Peça-curinga, clássica, confortável e democrática, a calça jeans continua indispensálvel na sua versatilidade e está presente em qualquer guarda-roupa. Com qualidade impecável e muita informação de moda, a Brix traz vários tipos de shapes, efeitos e processos em modelos femininos e masculinos. São calças desde amplas até superjustas que seguem a tendência da estação.

Os jeans masculinos variam entre os modelos skinny, fit e antifit. Em várias tonalidades que oscilam entre escuras e as mais claras com efeitos para todas as ocasiões. Do detonado para uma produção mais despojada ao mais clean para uma ocasião mais sofisticada, os jeans surpreendem nos estilos: destroyed, raw, efeito estriado e manchado que compõem os looks da estação.

Para as mulheres a calça slim fit surge com a vocação para virar hit, disponíveis em diferentes lavagens como raw, em tons acinzentados, tradicionais, surradas, e efeito acid washed. Já as jegging e as cropped, para as mais luxuosas, contam com opções em distressed denim, raw e acid washed. E os modelos boyfriend e low rise carregam nas lavagens em tons azulados, bege e raw.

A Brix também explora o minimalismo para dar um up em qualquer produção. Os detalhes em zíperes, variedades de botões, bordados, ajudam a criar um look mais arrojado.

Os jeans masculinos variam entre os modelos skinny, fit e antifit. Em várias tonalidades que oscilam das lavagens escuras as mais claras e efeitos para todas as ocasiões. Do detonado para uma produção mais despojada ao mais clean para uma ocasião mais elegante, os jeans surpreendem nos estilos: destroyed, raw, efeito estriado e manchado compõem os looks da estação.

Para as mulheres a calça slim fit nasce com vocação para virar hit, disponíveis em diferentes lavagens como raw, em tons acinzentados, tradicionais, surradas, e efeito acid washed. Já as jegging e as cropped, para as mais luxuosas, contam com opções em distressed denim, raw e acid washed. E os modelos boyfriend e low rise carregam nas lavagens em tons azulados, bege e raw.

A Brix também explora o minimalismo para dar um up em qualquer produção. Os detalhes em zíperes, variedades de botões, bordados e brilhos ajudam a criar um look mais arrojado.

www.brixjeans.com.br (11) 3073-1066

LAND ROVER COMEMORA A PRODUÇÃO DO FREELANDER DE NÚMERO 200 MIL

A Land Rover, fabricante britânica de veículos de luxo, comemorou neste último final de semana a marca de 200 mil unidades do modelo Freelander produzidos. O veículo de número 200.000 saiu da linha de montagem da fábrica de Halewood, na cidade de Liverpool, norte da Inglaterra.

Encomendado por um cliente inglês, o modelo foi equipado com motor TD4_e (não comercializado no Brasil por questões de legislação) e leva a cor Biscay Blue. No ano passado, o Freelander 2 foi o primeiro SUV do mundo a utilizar a tecnologia Stop/Start, sistema que desliga automaticamente o motor em situações de paradas por um curto período de tempo (típicas do trânsito das grandes cidades) e o reage ao simples toque no acelerador. A tecnologia reduz as emissões de CO2 do veículo e traz boa economia de combustível.

Desde então, o Stop/Start é disponibilizado como item de série nos modelos Freelander 2 Diesel com câmbio manual, que representam atualmente cerca de 50% das vendas do modelo em todo o mundo.

Para Michael Straughan, diretor de operações da Land Rover em Halewood, “este número foi alcançado graças a todos os colaboradores que trabalham em Halewood, que ajudaram no desenvolvimento de expressivas melhoras desde que o Freelander 2 foi lançado para incrementar os índices de satisfação dos consumidores”.

Primeiro SUV compacto de luxo, o Freelander 2 introduziu o conceito no país. O modelo é o Land Rover mais comercializado no Brasil, com 46% do total de veículos vendidos pela marca neste ano. No primeiro trimestre foram emplacados 570 unidades, número 76% maior em relação ao registrado no mesmo período de 2009. Por aqui, o modelo é vendido com preço que parte de R$115.900,00.

Os números globais de vendas da Land Rover avançaram expressivamente em Maio, com aumento de 29,7% em relação a Abril e 35,2% desde o começo do ano, em comparação com o mesmo período de 2009.

EXECUTIVOS SÃO ALVOS FÁCEIS EM AEROPORTOS E HOTÉIS
Viagem de negócios é algo comum no mundo corporativo. Entrar e sair de aviões, usar saguões de aeroportos como extensão de seu escritório e aproveitar cada minuto entre uma reunião e outra para tornar a viagem mais produtiva é bastante costumeiro entre executivos.

O ritmo frenético vivido por profissionais “viajantes” chama atenção não somente pela intensidade do trabalho, mas também pelos riscos envolvidos nessa rotina. Algumas vezes a concentração acentuada em suas atividades leva ao descuido com a própria segurança.

Foi o caso do diretor de Comunicação Rodrigo Prada, da Editora Mandarim. “Estava retornando a São Paulo de uma viagem e, ao descer do táxi, fui abordado por um homem em uma moto que levou minha mala e o notebook da empresa”, comenta Prada.

“Na Espanha algo semelhante aconteceu, porém, lá levaram meu celular, câmera digital, notebook e passaporte”, lamenta o executivo. “Foi um grande transtorno. Além das perdas materiais e do abalo psicológico, informações valiosas foram perdidas de uma viagem de negócios de 15 dias pela Europa”, finaliza.

Situações como essas são bastante conhecidas de empresas que lidam com transporte de executivos. Segundo Fernando Cavalheiro, diretor Comercial da CEP Transportes, empresa especializada em transporte executivo e logística em eventos, muitas empresas optam pelo transfer do aeroporto ao hotel exatamente para diminuir o intervalo de tempo dos executivos em saguões.

“Esse tipo de roubo por descuido tornou-se tão comum que as empresas passaram a desconfiar que algumas dessas ocorrências começavam dentro do próprio aeroporto”, comenta Cavalheiro. “Assim, parte dos executivos têm o temor de transitar com um motorista que desconhecem”, diz o diretor.

Recentemente foi desmantelada uma quadrilha formada por argentinos e peruanos, que furtava notebooks de passageiros dos aeroportos de São Paulo. A distração era a principal ferramenta dos assaltantes. Segundo a delegada Fernanda Herbella, responsável pelo caso, em entrevista à Band News “o furto de descuido é uma modalidade existente em todos os aeroportos do mundo”, sendo assim a atenção à própria bagagem é uma medida valiosa.

Para evitar que empresas e executivos sofram com essas intempéries, Cavalheiro aponta algumas dicas valiosas que apresenta em palestras de apresentação da empresa:

1) Em aeroportos e hotéis traga sempre próximo a si suas bagagens.
2) Não deixe à mostra notebook, celular, câmera digital, entre outros.
3) Atenção ao utilizar aparelhos eletrônicos. Fique atento a quem está ao redor.
4) Evite falar ao celular assuntos relacionados aos seus próximos passos ou destino, poderá despertar interesse de quem está ao se redor.
5) No trajeto aeroporto-hotel, hotel-aeroporto, procure desembarcar dentro do estacionamento.
6) Leve uma pequena quantia de dinheiro para eventuais despesas.
7) Tente sempre direcionar os seus gastos para o cartão de crédito.
8) Leve consigo todos os seus contatos para possíveis emergências.
9) Cuidado com o pedido de orientação de pessoas estranhas. Jamais as acompanhe, nem mesmo dentro do próprio aeroporto.
10) Prefira contratar um serviço de transfer. O valor é semelhante ao do táxi, mas você sabe qual a empresa e motorista fará seu transporte.

“Viajar a negócios deve ser um experiência segura e recompensadora para o executivo, empresa e parceiros”, salienta.

VERSÍCULOS DO DIA

Buscai ao SENHOR, vós todos os mansos da terra, que tendes posto por obra o seu juízo; buscai a justiça, buscai a mansidão; pode ser que sejais escondidos no dia da ira do SENHOR. Sofonias 2:3

Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas. Mateus 6:33

Nenhum comentário: